Alunos de escolas públicas de Bauru praticam yoga



Projeto da Unesp atende crianças de 2 a 10 anos de idade

Maristela Garmes

TV Unesp

TV Unesp

Alunos das escolas municipais da cidade de Bauru estão vivenciando aulas de yoga com suas professoras. O projeto faz parte de uma parceria da Unesp com a Secretaria Municipal de Educação da cidade, que atende aproximadamente 800 crianças do município. As aulas são dadas aos alunos pelas educadoras da educação infantil e dos primeiros anos do ensino fundamental.

O projeto Corporeidade e yoga nas escolas surgiu da ideia de desenvolver ações de formação continuada, na área do movimento corporal e da ioga, para professores que atuam com crianças de aproximadamente 2 a 10 anos de idade, na educação infantil e ensino fundamental. Ao todo o projeto atende 35 escolas municipais.

“A proposta é realizar encontros semanais, com duração de duas horas, com estes professores, para vivenciar as atividades corporais do yoga”, diz a coordenadora do projeto e docente do Departamento de Educação da Unesp de Bauru, Fernanda Rossi. “Queremos que os educadores percebam a importância do movimento para a formação da criança”, ressalta.

Iniciado em 2015, uma turma formada por 20 professoras, praticou por um ano e meio as atividades propostas pela coordenadora. “Esta turma já se formou no meio de 2016. Agora, está em andamento uma segunda turma, com previsão de término para o segundo semestre deste ano”, diz. Participam também do projeto, professoras especialistas em educação especial.

De acordo com Fernanda, para as crianças, o yoga pode contribuir para ampliar a consciência corporal e o conhecimento de si e de seus limites; aumentar a autoestima e a autoconfiança; promover estados de relaxamento, concentração e contemplação; desenvolver a percepção e o respeito a si próprio, do outro e do meio ambiente; além de promover uma melhor interação social ao estimular a convivência com respeito às características de cada pessoa.

Na prática, dentro do ambiente escolar, o yoga com as crianças acontece em diversos momentos. Por exemplo, no início do dia, quando a professora faz uma sequência de posturas da ioga (tartaruga, leão, cachorro olhando para cima, saudação ao sol); ao longo do dia, quando realiza alguns exercícios de respiração para trazer tranquilidade e concentração ao momento presente e, ainda, no momento das aulas ou atividades de Educação Física – associando as posturas do yoga com brincadeiras que as crianças já conhecem – com músicas e histórias infantis.

“A ioga pode ser praticado em diferentes espaços da escola, no pátio, na quadra e até mesmo na sala de aula, com as crianças sentadas nas cadeiras (por exemplo, um exercício de respiração e concentração) ou, deitadas no chão, em roda”, explica Fernanda.

Um aspecto importante da pesquisa, é que os resultados demonstram que o projeto vem proporcionando às professoras contribuições à sua formação nas questões pessoais e profissionais.

No pessoal, as vivências de yoga propiciaram a melhora de condições de saúde física e emocional, como a diminuição da tensão muscular e aumento da qualidade do sono; a coordenação de pensamentos e ações (nas situações escolares e momentos pessoais); o aumento do estado de relaxamento, da atenção e cuidado de si, entre outras experiências.

No profissional, diz a pesquisadora, houve um entendimento da prática do yoga, de forma que os educadores tanto se apropriaram dos movimentos como também aprenderam a ensinar as crianças.

No caso das crianças, as professoras relataram uma capacidade de concentração, tranquilidade em algumas atividades e disciplina; o domínio, conhecimento e percepção corporal; aumento do equilíbrio, controle da respiração, autoconhecimento e valores éticos e morais, como, o respeito ao outro, às regras de um jogo ou aos seus próprios limites.

Fernanda, que também é doutora em Ciências da Motricidade na área da Pedagogia da Motricidade Humana pela Unesp de Rio Claro, finaliza dizendo que, a ioga contribui para o desenvolvimento de aspectos emocionais, sociais e físicos das crianças, promovendo o desenvolvimento pessoal e social no contexto escolar.

Conttao da pesquisadora
Professora Fernanda Rossi
Departamento de Educação
Faculdade de Ciências da Unesp de Bauru
14 3103 6081
fernandarossiunesp@gmail.com

( Portal Unesp)


Conteúdo relacionado