Marielle Franco, a voz que não foi calada



Assassinato de vereadora é simbólico pelo momento em que ocorre e provoca comoção nacional


O grito “Marielle, presente” expressou o desejo dos cariocas de que a defesa da vereadora em prol dos direitos humanos se multiplique – Foto: Fernando Frazão / Agencia Brasil via Fotos Pública

Comoção nacional. O assassinato da vereadora Marielle Franco, na última quarta-feira, 14 de março, no Rio de Janeiro chocou o País, provocando uma comoção nacional.

Manifestações populares de protesto contra o crime espoucaram nas principais cidades brasileiras.

 

Foto: Reprodução

 

 

Os meios de comunicação nacionais e internacionais estamparam em suas manchetes a indignação da população.

Quinta vereadora mais votada no Rio de Janeiro, com 46 mil votos nas últimas eleições municipais, concorrendo pelo PSOL, Marielle, 38 anos, era uma batalhadora pelos direitos humanos.

 

Foto: Reprodução

 

 

 

Foto: Reprodução

 

 

Cientista social, mestra em administração pública, dedicava-se aos debates sobre questões de gênero, da favela e da negritude. Acima de tudo, criticava, com veemência, a violência policial no Rio de Janeiro. Também era relatora da comissão da Câmara de Vereadores do Rio criada para acompanhar a intervenção federal na segurança pública da cidade.

 

Foto: Reprodução

 

 

O assassinato é simbólico, por ocorrer no momento em que a segurança do Estado do Rio de Janeiro está sob intervenção militar e pelo destaque da atuação de Marielle em defesa dos direitos humanos e contra a violência policial.

 

Foto: Reprodução

 

 

É símbolo do grau de violência a que está submetida a população da cidade, que chora mortos cotidianamente. É símbolo da desfaçatez com que o poder do Estado é desafiado, também cotidianamente, por poderes paralelos.

As autoridades federais e estaduais prometeram uma rápida elucidação do crime.

É preciso ir além.

É preciso devolver a normalidade à vida dos cidadãos do Estado do Rio de Janeiro.

O Jornal da USP ouviu três especialistas sobre o tema.



Conteúdo relacionado