Cruesp e Petrobras promovem criação de Centro de Pesquisa em Petróleo e Gás da Baixada Santista



(A partir da esq.) Caetano Filho, da Petrobras; Durigan, Rodas e Costa, reitores da Unesp, USP e Unicamp, respectivamente, comemoram a assinatura do convênio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Cruesp (Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas) - entidade que congrega USP, Unicamp e Unesp - e a Petrobras, assinou nesta terça-feira, (20/03), em sua sede, em São Paulo (SP), um termo de convênio para a criação do Centro de Pesquisa Tecnológica em Petróleo e Gás na Baixada Santista.

Após um ano de estudos de viabilidade, o Centro foi constituído com a finalidade de desenvolver pesquisas ligadas à exploração de petróleo e gás natural, com foco na área do Pré-Sal na Bacia de Santos; estimular e executar projetos de pesquisas e desenvolvimento (P&D) com vistas à introdução de novas tecnologias que favoreçam o setor, e o desenvolvimento sustentável da região; possibilitar a formação e a capacitação de recursos humanos atrelados às áreas de investigação científico-tecnológicas do Centro, entre outras atividades correlatas. O Centro fará parte do Parque Tecnológico de Santos, em interação com as entidades locais de ensino, pesquisa e desenvolvimento tecnológico.

Estavam presentes o vice-reitor da Unesp no exercício da Reitoria, Julio César Durigan, atual presidente do Cruesp; o reitor da Unicamp, Fernando Ferreira Costa; o reitor da USP, João Grandino Rodas; e o consultor sênior da Petrobras Elísio Caetano Filho, além dos pró-reitores de pesquisa das três instituições.

Segundo Durigan, a entidade ganha mais relevância com a interação das três Universidades em um mesmo projeto de grande importância social. Costa, da Unicamp, lembra que a iniciativa trará benefícios para a educação, pesquisa e transformação social. Rodas, da USP, lembrou da importância do trabalho conjunto entre universidades e empresas. Caetano Filho, da Petrobras, destacou a postura do Cruesp nesse empreendimento e a confiança da petroleira no resultado, que deverá projetar o município de Santos como um pólo gerador de conhecimento no segmento de petróleo.

Na ocasião, pró-reitora de Pesquisa da Unesp, Maria José Soares Mendes Giannini, mencionou o resgate do Cruesp como local de valorização da atividade acadêmica; Marco Antonio Zago, pró-reitor de pesquisa da USP, disse que a proposta do Centro já nasce madura, apontando a viabilidade do projeto. Ronaldo Aloise Pille, pró-reitor de pesquisa da Unicamp, mencionou essa iniciativa do  Cruesp como um passo a mais na interlocução com a sociedade.

Participaram também das discussões para a criação do Centro os procuradores e os respectivos Diretores Executivos e Presidente das Fundações das três Universidades Estaduais Paulistas, bem como os docentes coordenadores da equipe técnica de trabalho.

Ainda no evento, foi lançado o novo Portal Cruesp, justamente para dar maior visibilidade às iniciativas geradas no âmbito da entidade. O diretor-científico da Fapesp, Carlos Henrique de Brito Cruz, presente ao evento, colocou à disposição dos gestores da ferramenta biblioteca virtual da Fapesp, que reúne grande parte das pesquisas geradas nas três instituições.

Na mesma cerimônia, o diretor técnico do Senai – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SP, Ricardo Figueiredo Terra, representando a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) colocou-se à disposição para articular uma agenda entre as três universidades paulistas e a indústria do Estado.

Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp



Conteúdo relacionado